InícioPortalCalendárioBuscarRegistrar-seLoginFAQ
Compartilhe aqui as suas criações!
Share your creations here!
How to Register tutorial here!
Veja aqui dicas de como tirar fotos muito boas no The Sims 2!
Veja as novidades de nossos Parceiros aqui!
Affiliated sites updates here!
Forum de ajuda aqui!
Google Translate
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
250+ Sims
Últimos assuntos
» The Sims 1 sobre Mods URGENTE!
Ter Maio 17, 2016 11:50 am por 123Xineys

» Christiane Caradec
Ter Mar 08, 2016 10:43 am por Sikh

» Mirjam Monk
Ter Mar 08, 2016 10:39 am por Sikh

» Aileen Hughes (Imaginary friend)
Ter Mar 08, 2016 10:35 am por Sikh

» VW Passat TS '81
Qui Jul 16, 2015 12:27 pm por adrianoloko

» Oopsie's Hawk
Ter Jun 23, 2015 7:09 am por jenswin236

» Saudades
Qui Abr 23, 2015 6:42 pm por Mara

» Relogios antigos tipo carrilhão/Old clocks
Dom Abr 05, 2015 11:38 am por cyberisacps

» Conjunto de sala - Helgasims Victorian Living
Dom Abr 05, 2015 6:29 am por lalalalaidclol

Painel do Usuário
Convidado
Mensagens: 11


Compartilhe | 
 

 Os Contos de Kerrnow

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Nyxmorrighan
 Criadores/Creators
 Criadores/Creators


Feminino Escorpião Cabra Mensagens/Posts : 100
Inscrito desde : 05/10/2008
Localização : Na frente do pc
Humor : de escorpiana

MensagemAssunto: Os Contos de Kerrnow   Qua Maio 20, 2009 10:12 pm

Os Contos de Kerrnow - Prólogo

O rei e a rainha de um reino deveriam dar o exemplo de uma família grande, unidae feliz, assim, os camponeses poderiam seguir o exemplo. Os Dimrill eram um exemplo de família real.



O rei Daron tinha um bom coração, era honesto e trabalhador. Procurava passar todos esses bons exemplos para seus dois filhos. Ele os ensinava a ser homens homrados

O príncipe Baudwin (o herdeiro)...



...e Dale (o menor).



A princesinha Branwen ainda era muito pequena para aprender alguma coisa. Em seus tenros anos ela pertencia só a mãe e era a alegria da rainha Mawde que tanto quisera ter uma filhinha



O rei, sempre que as coisas de Estado o permitiam, estava com seus filhos. Eram uma família.



Desde o nascimiento de Branwen, a rainha ficava menos com os filhos homens e o rei,percebendo que ela lhes fazia falta tentava explicar-lhes que agora eles já estavam grandinho e precisavam sair da barra da saia da mãe. Estavam crescendo e seu lugar era com os outros homens, como era normal.



Dale não conseguia aceitar isto nunca. Sentiua saudades de sua mçae e culpava Branwen por havê-la tirado de seu convivio. Era culpa daquela menina o afastamento da mãe.
Baudwin, seu irmão, sabia do ciúmes de Dale pela mãe



Baudwin: Você não devia ser assim, irmãozinho. Branwen é um presente de Deus aos nossos pais. Espere ela crescer um pouco mais para poder brincar com você

Dale: Ela roubou minha mãe....nunca vou perdoá-la....
Baudwin: Nunca mais diga isto, Dale!! Ela pe nossa irmã!!

com o passar do tempo, começou a ficar diícil para o rei Dron n~çao demonstrar sua prefenrência pir seu filho mais velhi e herdeiro do trono. Baudwin era um bom rapaz, e um bom príncipe. Precisava começar a negociar um bom casamento para seu filho





E para Dale também. As alianças por meio de casamento eram as melhores e mais garantidas.


Años Mas Tarde

Os príncipes já estavam quase adultos. CAda um tinha os seus afazeres, seus homens e Baudwin ajudava o pai nas coisas de Estado, apara, assim, aprender a ser rei.



Dale no. Seguia siendo el principecito....


Mas...infelizmente, os dois irmãos não eram mais tão maigoas como na infância.



Tudo por causa de duas mulheres...





Uma surpresa inesperada aconteceu numa tarde de outono. A rainha, motivo de briga dos dois irmãos, sentiu-se mal, muito mal....





E acabou morrendo antes mesmo que pudesse ser acudida...
Dale estava inconsolavel...





Despois disso, os dois irmãos tornaram-se quase que inimigos...
E logo depois...Baudwin tornou-s rei...





Branwen tornara-se uma jovenzinha linda... e muito parecida com sua falecida mçae, a rainha...





O rei sue irmão a amava muito. O príncipe odiava-a....e tinha planos muito claros tanto para ela quanto para seu irmão mais velho...



Dale: Um dia...um dia o rei serei eu...



....





Voltar ao Topo Ir em baixo
http://nyxssims.blogspot.com/
Nyxmorrighan
 Criadores/Creators
 Criadores/Creators


Feminino Escorpião Cabra Mensagens/Posts : 100
Inscrito desde : 05/10/2008
Localização : Na frente do pc
Humor : de escorpiana

MensagemAssunto: Re: Os Contos de Kerrnow   Qua Maio 20, 2009 10:14 pm

Os Contos de Kerrnow Cap. 1

Destino. Wyrd



Worda



Donnarah



Tyrah


Donnarah:O velho rei Daron morreu
Tyrah: Sim eu já soube. Baudwin é demasiado bom para este país. Temos que fazer alguma coisa.



Worda: Quem você pensa que é, Tyrah? Oden? Você não pode matar as pessoas porque não gosta delas...
Tyrah: Bah! Baudwin é fraco!! Agora procura uma esposa para se casar, mas você sabe por quem ele sempre esteve apaixonado...



Donnarah: Dale nasceu do meu encantamento. Ele será um bom rei...se Baudwin deixar o caminho livre
Worda: Basta!! Vou usar o encantata. Ele será meus olhos e ouvidos na terra dos homens...
Donnarah: Encantatao quê??? Não!!
Worda: Agora mesmo!!

As três reuniram-se ao redor do caldeirão borbulhante e Tyrah começou a dizer as palavras antigas do feitiço...



Tyrah: An'il nathrach, ortha bh'is bheatha, do thuar dhéanamh' *
An'il nathrach, ortha bh'is bheatha, do thuar dhéanamh'

Logo foi seguida por Wordan e Donnarah



An'il nathrach, ortha bh'is bheatha, do thuar dhéanamh'





Não demorou muito para que Worda começasse a sentir mudanças no seu corpo, como se algo se movesse lá dentro...



Worda: Esta dando certo!!!
Tyrah: An'il nathrach, ortha bh'is bheatha, do thuar dhéanamh'







Donnarah: An'il nathrach, ortha bh'is bheatha, do thuar dhéanamh'



Worda: Ele está vindo!!! Está vindo!!







Worda: Bem vindo, meu pequenino... você é muito importante para o mundo. Você será os olhos e ouvidos de sua mamãe na terra dos homens...
Donnarah: Como você vai chamá-lo?
Worda: Daoine Sídhe...Syd...meu pequeno imortal invencível...



Tyrah: Espere!! Espere!! Há uma fraqueza nele!! Uma apenas!!



Worda: Do que é que você está falando?

Tyrah: Eu vejo uma mna-shee (fada)... Erú...



Worda: Ela vai se arrepender se chegar perto de meu filho...Syd vai ser grande...maior e mais importante e mais poderoso que qualquer príncipe ou rei....













*O hálito da serpente, encantamento da morte e vida, visamos criar vida
Serpent's breath, charm of death and life, thy omen of making
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://nyxssims.blogspot.com/
Nyxmorrighan
 Criadores/Creators
 Criadores/Creators


Feminino Escorpião Cabra Mensagens/Posts : 100
Inscrito desde : 05/10/2008
Localização : Na frente do pc
Humor : de escorpiana

MensagemAssunto: Re: Os Contos de Kerrnow   Qua Maio 20, 2009 10:16 pm

Capítulo 2

A deusa Morrighan estava aborrecida. Não tinha nada interessante para fazer...já não aguentava mais pintar, tocar flauta, brincar com seus bichinhos de estimação...O marido vivia em reunões com os outros deuses, principalmente Lugh e Danú....ela estava ficando farta....



Convidou a irmã Donnarah para passar uns dias com ela. A irmã era muito criativa e sabia que podiam divertir-se muito juntas, como quando Morrighan era solteira



Donnarah: Não entendo porque você está aborrecida. Você tem uma casa linda, um marido maravilhoso, uma vida invejada. Que mais quer?
Morrighan: Não sei...me sinto tão só com Arawn prá lá e prá cá nessas viagens sem fim....ai-ai...



Donnarah: Hum....acho que tenho uma ideia do que você está sentindo...mas...preciso pensar...
Morrighan:Estou farta de pensar!! Quero fazer alguma coisa...aventura...sair, sei lá!!



Donnarah:Muita calma nessa hora. Relaxe, irmã. Eu sei exatamente o que você está precisando.





Arawn: Meninas, divertindo-se?
Morrighan: Começando, querido. Você vai sair?



Arawn: Vou. O Lugh mandou me chamar para o julgamento de um mortal....que coisa mais aborrecida....
Morrighan: Se é aborrecido, então não vá...fique comigo...sei bem o que fazer para distrair você....
Arawn: Ah, sinto muito, amor, mas você sabe quais nossos deveres de deuses...



Morrighan:Ah...

Ela fez biquinho

Arawn; Não fique assim, amor. Já me sinto culpado por deixar você tão só. Quando eu voltar providenciaremos um bebê para ocupar nosso tempo...





Assim, Arawn se foi mais uma vez.
As duas estavam sós no enorme Castelo das Trevas para fazer travessuras...

Morrighan: E então? O que é que você tem pensado?

Donnarah riu.



Donnarah: O marido nem bem saiu e você já está pronta para aprontar?
Morrighan: Deixe de bobagens!! Você lembra como nos divertíamos com os camponeses quando eu era solteira?
Donnarah: Como eu poderia esquecer? E é exatamente isto que eu tenho em mente. Há um jovem aspirante a druida lá no vale que é uma graça. Lembrei de você quando o vi. É seu tipo. E aí...?

Morrighan riu.



Morrighan: Espere!! Eu não posso deixar o Castelo das Trevas na ausência do Senhor da Morte!!
Donnarah: E desde quando isto é um problema? Eu posso não ser tão boa quanto a Tyrah, mas sei fazer umas coisinhas....Vamos para o laboratório...



Na terra dos homens, no vale





O jovem Cathbad Mountainwhite trabalhava arduamente cuidando do seu canteiro de ervas. O Mestre Taliesin viria dali há dois dias inspecionar e ele quase não tinha feito nada. O trabalho de telhar sua casa atrasara-o mais do que ele esperava...Cultivar a terra era parte de seu treinamento de druida, mas telhar a casa não. Dormir embaixo da chuva não era nada agradável e Cathbad esperava que seu Mestre compreendesse....se bem que sabia que mereceria cada palavra dura que Taliesin lhe dissesse...



De repente começou a sentir-se cansado, com as pernas e braços pesados....



E como se isto não fosse o bastante, começou a sentir-se tonto, mas não tinha a mínima idéia do motivo...








:blink: :unsure:

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://nyxssims.blogspot.com/
Nyxmorrighan
 Criadores/Creators
 Criadores/Creators


Feminino Escorpião Cabra Mensagens/Posts : 100
Inscrito desde : 05/10/2008
Localização : Na frente do pc
Humor : de escorpiana

MensagemAssunto: Re: Os Contos de Kerrnow   Qua Maio 20, 2009 10:18 pm

Capítulo 3

[color:2df9="#ff0000"]Atenção: muitas fotos



Morrighan Muito bem, irmã, vamos ver do que você é capaz...
Donnarah: Calma!!! Dá um pouco de trabalho transportar o corpo de um adulto através do éter...



Donnarah: Porém logo estará aqui...



Donnarah: D ata dderwydd!! D ata dderwydd!!











Donnarah: Pronto!! Aí está seu brinquedo!! Mas muito cuidado irmã, ou Arawn pode ser pai de um bastardo...
Morrighan: Deixe de bobagens!!! Pode ir. Eu tomo conta dele.









Morrighan: *em voz muito suave* Acorde, meu lindo...você está prestes a entar no paraíso...acorde...



[]Cathbad:[/b] Hãmm...o que aconteceu...?



[]Cathbad:[/b] Onde estou? Ai minha cabeça como doi...



Morrighan: Olá menino bonito... tenho um remédio para sua dor de cabeça...



Cathbad: Quem é você?
Morrighan Hummm...quantas perguntas...como é seu nome, menino bonito?
Cathbad: Cathbad Whitemountain
Morrighan: Que nome lindo! Combina com você...



Morrighan: Não lute contra mim...não resista...você não tem forças para isto... Ainda não é um druida...
Cathbad: N-n-não...q-quem é v-você?



Morrigan: Hummm...muito bom...se você me der um beijo de verdade, eu conto a você quem sou eu e onde você está...





Morrighan: Ai...que bom!!! Você promete!! Venha, venha comigo...
Cathbad; Mas...você havia prometido
Morrighan: Agora não. Depois...



Não foi dificil Morrighan seduzir o jovem Cathbad e tomá-lo como amante. Ele ofereceu pouca resistência e sucumbiu a beleza das trevas que tinha a deusa, afinal, ela era a Senhora das Trevas...





Os encontros aconteciam sempre que Arawn não estava, e, principalmente quando a deusa estava com raiva do marido...

Mas o que parecia impossível acabou acontecendo...



Morrighan acabou engravidando de um mortal...
E a partir do dia que ela descobriu,o jovem Cathbad nunca mais foi lavado ao Castelo das trevas...
O tempo, porém, traria ao jovem uma surpresa inesperada...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://nyxssims.blogspot.com/
Nyxmorrighan
 Criadores/Creators
 Criadores/Creators


Feminino Escorpião Cabra Mensagens/Posts : 100
Inscrito desde : 05/10/2008
Localização : Na frente do pc
Humor : de escorpiana

MensagemAssunto: Re: Os Contos de Kerrnow   Qua Maio 20, 2009 10:20 pm

Capítulo 4



Depois de rei, o homem mais rico do reino era o conde de Kamelyard.
Kiaran Kamelyard tinha muitas terras e sua nobre familia sempre teve uma cadeira garantida no Conselho Real.





Casado por conveniência de nascimento com a bela Lady Seren, tudo o que Kamelyard precisava agora era de um herdeiro, mas depois de três anos de casamento, isto parecia um sonho distante...
Naquela tarde, Kiaran estava extremamente aborrecido. Seus melhores cavalos haviam sido roubados por um bando de desocupados e seus homens não tinham sido capazes de evitar o acontecido.





Encontrou a doce esposa lendo deleitada quando entrou no aposento. Era tudo o que precisava



Kiaran: Mas que diabos você está fazendo esta hora do dia, Seren???
Seren: My Lord!! Não sabia que viria para cá esta hora!!
Kiaran: Lendo bobagens romântica ao invés de estar no capela pedindo a Deus que nos dê um filho!!!o quê??



Seren: Eu...eu...
Kiaran: Não é a toa que Deus esteja furioso com você, maldita!!! E quem termina por sofrer sou eu!!!
Seren: Não fale assim, Milord, eu sou caridosa, dou esmolas todos os dia e sou muito devota...



Kiaran: Cale-se!!! Não aguento ouvir suas lamúrias!!!
Seren: Sim, milord...
Kiaran: Vá para a capela agora mesmo pedir perdão a Deus por ter responido a seu marido
Seren: Sim milord...







Seren: *pensando* Senhor, perdoe-me se pequei, mas não desconte isso em meu marido.... Não o faça sofrer...


Depois de horas na capela se confessando com o padre John, Seren decidiu ir escondida do marido ver o oráculo local. Precisava dar um filho a Kiaran, ou ele iria matá-la...



Estava tão deseperada que até já pensara en ir ver a Bruxa...mas o medo ainda não deixara....





Awenia: Entre se for de paz!!
Seren: Senhora, busco sua sabedoria
Awenia: Somos todos sábios, milady, apenas não sabemos discernir as coisas no momento certo. Que posso fazer para ajudá-la?



Seren: Senhora...preciso ter um filho!!! Não consigo engravidar!! Não sei mais o que fazer!! Meu marido é um homem bom, mas ele vai me matar se eu nçao conceber...
Awenia: Controle-se milady!! Levante e componha-se!!
Seren: Desculpe, senhora, é que já não sei mais o que fazer. Sou estéril...
Awenia: Sou a Sacerdotisa do Oráculo de Oden, não uma bruxa que faz poções para engravidar.



Seren: E-eu...
Awenia: Acalme-se milady. Sente. Vou invocar o Oráculo em seu nome...





Seren: *pensando* Seja o que Deus quiser...

Awenia: Senhor Oden, ouça-me!!! Eu o invoco!!!!



Awenia: Sim, sim eu o ouço!! Seren...você fará uma viagem muito em breve... Conhecerá muitas pessoas novas e alí seu destino será traçado... Não deixe que nada aconteça a criança...ele será o único herdeiro...não tenha medo...ele a ama muito e protegerá você, se você o permitir...



Seren: Graças Deus!!! Obrigada senhora!! Tirou-me um peso do coração...


:pingo:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://nyxssims.blogspot.com/
Nyxmorrighan
 Criadores/Creators
 Criadores/Creators


Feminino Escorpião Cabra Mensagens/Posts : 100
Inscrito desde : 05/10/2008
Localização : Na frente do pc
Humor : de escorpiana

MensagemAssunto: Re: Os Contos de Kerrnow   Qua Maio 20, 2009 10:22 pm

Capítulo 5

A vida do jovem Cathbad continuou como era de se esperar. A deusa havia desaparecido e não mais o seqüestrava para seu Castelo das Trevas. As plantas haviam morrido. Taliesin ameaçara não mais tê-lo como aprendiz pelo seu descaso. Nem a roupa de parendiz de druida ele vestia mais.... Mas Cathbad não podia evitar...estava apaixonado pela malvada deusa, e tudo o que queria era estar em seus braços...
Naquela tarde ele bem que poderia ter morrido de um ataque cardíaco...





Cathbad: Cruz credo!!! Que é isso?
Morrighan: Cathbad, querido!! Não me conhece mais?

Cathbad: Ah...é você Morrighan...quase ma matou de susto...
Morrighan: Que fofo!!! Mas prefiro matar você de outra maneira....se é que você me entende...
Cathbad: :blushing:



Morrighan: Tenho sentido saudades de você, menino bonito...mas...
Cathbad: Mas... você é que não me quer mais...nunca mais me levou para seu castelo...
Morrighan: Ah...mas...agora é diferente...
Cathbad: Você arranjou outro...? :crybaby:



Morrighan: Bem...sim...e não...
Cathbad: Seu marido...?
Morrighan: Oh, não!! Arawn não enxerga nada que não esteja na ponta de seu nariz...
Cathbad: Então...eu...



Morrighan: Vem cá lindinho. Quero tirar uma casquinha de você enquanto posso...
Cathbad: Ai que bom!!! Eu até ajudo!! :uauu:





Cathbad: Espere, Morrighan!!! Você está me devendo algumas explicações!!
Morrighan: Eu? Uma deusa devendo explicações para um mortalo quê?? Você esta bêbado, Cathbad?? Não devo explicações para ninguém, muito menos você!!!



Cathbad: Tudo bem, deusa...
Morrighan: Oh...que foi que eu fiz?? Desculpe, lindinho, eu...
Cathbad: O que foi que você fez? Na verdade o tonto aqui fui eu que negligenciei minhas lições com o Mestre Taliesin, quase fui expulso da escola de druidas por que estava quase todo o tempo com você!!
Morrighan: Oh...eu...não tinha ideia...
Cathbad: Não, a culpa é minha.
Morrighan: Se isto tudo aconteceu por minha causa, então é muito justo que eu compense suas perdas com um presente. De deusa.

Cathbad observou-a desconfiado por alguns instantes. Morrighan pelou uma florzinha comum e soprou suas pétalas nele.



Morrighan: Pronto, meu lindo. Agora você tem todo o conhecimento que precisa para ser um druida.
Cathbad: O que você fez?
Morrighan: Dei a você o que você queria todo o tempo. Só que tem mais...



Morrighan: Agora você é um druida, Cathbad, pelo menos no que diz respeito ao conhecimento. E olhe, com a tatuagem druídica e tudo o que você tem direito. E agora eu já vou.

Dizendo isto, ela desapareceu da mesma maneira como havia aparecido, sem deixá-lo falar nada...



Ainda naquele mesmo dia





Cathbad: *pensando* O que será isto?



Cathbad: Um bebê!!! Será que....



Cathbad: Meu bebê...meu filho....



Cathbad: Obrigado, Morrighan...



Cathbad: Seu nome será Merlinus...
Morrighan: *de muito longe* Myrddyn!!!!



Voltar ao Topo Ir em baixo
http://nyxssims.blogspot.com/
jucasims2
 Colaborador/Helper
 Colaborador/Helper


Feminino Capricórnio Porco Mensagens/Posts : 207
Inscrito desde : 27/07/2012
Humor : Feliz

MensagemAssunto: Re: Os Contos de Kerrnow   Ter Set 18, 2012 11:25 am

Continue!!!! adorei


Joana anjinho
dance
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Os Contos de Kerrnow   Hoje à(s) 7:17 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Os Contos de Kerrnow
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Filmes baseados em contos do Lovecraft
» Creepypastas e Contos de Terror
» A moeda do Império no Brasil
» HM BR Chat
» Uma Galinha - Clarce Lispector

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
The Sims Café ::  :: Estórias/ Stories-
Ir para: